Rúben Faria faz hoje 46 anos!

By on 30 Julho, 2020

No dia 30 de Julho de 1974 nasceu aquele que se viria a tornar um dos melhores pilotos de sempre na história do Todo-o-Terreno em Portugal: Rúben Faria!

Rúben Faria no início da sua carreira, sempre acompanhado pelo seu pai, Florival Faria

Filho de Florival Faria – piloto de Motocross e Velocidade dos anos 70 – o algarvio cedo começou a dar nas vistas nas pistas de MX e SX. Aos 13 anos de idade, Rúben já competia numa Cagiva 125cc 2T, dando muito que fazer aos pilotos mais experientes, apesar de na altura mal conseguir chegar com os pés ao chão.

Com um talento natural muito acima do comum, o algarvio conquistou dois títulos no Motocross e Supercross (Foto: Motojornal)

Campeão nacional de Motocross na classe 125cc Sub 21 em 1992, conquistaria também o título de Supercross em 1996.

Faria foi campeão nacional absoluto de TT em 1999 e 2000 (Foto: Motojornal)

Seguiu-se o Enduro e o TT, modalidades onde também conquistou mais 6 títulos de campeão nacional antes de chegar a primeira oportunidade de disputar o Dakar.

2006 foi o primeiro ano em que Rúben Faria disputou o Rally Dakar

Estávamos em 2006 e o Rally mais importante em todo o mundo arrancava em Portugal. Logo na segunda etapa, Faria conquista a vitória numa KTM privada de uma equipa montada com Ricardo Pina e Nuno Mateus e com o apoio de várias câmaras municipais da região do Algarve.

Em 2010 Rúben Faria chegou à equipa oficial da KTM nos Rally Raids

Vencedor de outra etapa na edição de 2007, o natural de Olhão despertou o interessa da equipa oficial da KTM que lhe ofereceu um lugar ao lado de Cyril Despres em 2010. 11.º no Dakar desse ano, Rúben evoluiu para 8.º em 2011 mas uma lesão num pulso impediu-o de ir além da 12.ª posição em 2012.

O 2.º lugar de Rúben Faria no Dakar 2013 fez com que as principais equipas passassem a olhar de outra forma para os “aguadeiros”
(Foto: Marcelo Maragni/Red Bull Content Pool)

No entanto, o ponto alto da carreira de Faria foi o 2.º posto alcançado em 2013, algo que nunca um português tinha conseguido.

O feito marcou a forma como as principais marcas planeavam a sua estratégia para o Dakar uma vez que o luso mostrou que um “aguadeiro” também é capaz de lutar pela vitória.

Seguiu-se uma carreira como diretor de equipa nos Rally Raids, primeiro com a Husqvarna e, desde 2018, com a Honda.

Rúben Faria fica na história do Dakar como o homem que liderou a Honda no regresso desta marca às vitórias no Dakar
(Foto: Honda)

Foi com a marca da asa dourada que voltou a fazer história em 2020. Rúben Faria dirigiu a equipa vermelha rumo à vitória de Ricky Brabec naquele que foi o primeiro triunfo da Honda no Dakar desde 1989.

Parabéns, Rúben!

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!