AMA Supercross: Corridas sem público levam a redução dos prémios dos pilotos

By on 25 Maio, 2020

O AMA Supercross está prestes a recomeçar, mas não sem sofrer enormes mudanças. Numa altura em que o mundo desportivo está rodeado de incertezas, para que o campeonato pudesse regressar, a organização viu-se obrigada a diminuir os prémios dos pilotos.

O arranque está marcado para o dia 31 de maio, em Salt Like City, o local escolhido para realizar as restantes sete rondas do campeonato. Apesar de no Utah o vírus parecer estar sob controlo e em muito melhor situação do que noutras zonas dos Estados Unidos, a Feld Entertainment, a promotora do evento, teve de estabelecer algumas restrições.

Aquela que tem chamado mais atenção é a ausência de público durante as corridas. O número máximo de pessoas em cada evento será limitado a 900, incluindo pilotos, mecânicos, membros da equipa, seguranças, médicos, pessoal responsável pela monitorização, sinalização, serviços e imprensa. Já a capacidade interna do estádio está limitada a 400 pessoas.

Como se sabe, os bilhetes vendidos ao público são, normalmente, umas das grandes fontes de receita deste tipo de eventos. No entanto, como neste ano isso não será possível, os custos tiveram de ser reduzidos. Um dos grandes cortes refletiu-se nos prémios dos pilotos. O prémio em dinheiro para cada evento foi reduzido em 17%. Já o prémio final do campeonato caiu 22%.

Esta será apenas uma das mudanças, sendo que outra das novidades é o facto de todos aqueles que participem nos eventos terem de fazer o teste de Covid-19, em Salt Lake City. Como os resultados demoram cerca de 48 horas a sair, é obrigatório chegar à cidade com alguns dias de antecedência. Quem tiver um resultado positivo está fora, mesmo que seja um dos candidatos ao título e qualquer pessoa que saia do estado de Utah entre as corridas deve fazer novamente o teste.

Nesta nova realidade que o AMA Supercross terá de enfrentar, a utilização de máscara é obrigatória. À chegada, todos os participantes terão a sua temperatura verificada.

Quanto à pista propriamente dita também irão existir alterações, até porque todas as restantes rondas serão realizadas em Salt Lake City. Desta forma, irão ser levadas acabo modificações entre as corridas, sendo que estas não resultarão num circuito completamente diferente.

_

Foto: AMA Supercross

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!