AMA Supercross: Pilotos e staff poderão ser testados várias vezes ao Covid-19

By on 17 Maio, 2020

Com o regresso do AMA Supercross confirmado para o dia 31 de maio, em Salt Lake City, Utah, o Diretor da Feld Entertainment, Dave Prater divulgou alguns detalhes em relação aos novos procedimentos.

“Mesmo que haja apenas dois dias entre os eventos, todas as pistas serão diferentes. Quando um motorista, mecânico, empregados de Feld Entertainment, ou outra pessoa qualquer, chega a Salt Lake City, tem de se submeter a um teste Covid-19. Os resultados serão conhecidos dentro de 48 horas e, depois disso, o indivíduo em questão terá de permanecer no Utah até 21 de junho ou terá de ser testado de novo”, avançou o Diretor da Feld Entertainment.

“Os pilotos da classe 250 da Costa Este podem participar nos três primeiros eventos e voltar para os dois últimos. Se alguém for positivo, pode fazer um novo teste 72 horas mais tarde. Se ainda for positivo, é automaticamente colocado em quarentena durante duas semanas. Todos os dias, antes de entrar no perímetro, é verificada a temperatura de cada pessoa. O uso de uma máscara é obrigatório em todas as circunstâncias. Se o Campeonato tiver de parar por qualquer razão, não haverá mais nenhum recomeço e os títulos serão atribuídos aos pilotos na liderança da classificação geral no momento da paragem. O Utah aprovou a presença de 900 pessoas no local e 400 ao mesmo tempo no estádio. Serão criados grupos de até dez pessoas, que terão de permanecer juntas e respeitar o distanciamento social. Este grupo não será autorizado a misturar-se com nenhum outro grupo. ALém disso, nem todos os jornalistas e fotógrafos acreditados poderão assistir às últimas sete corridas, pois tivemos de ser bastante seletivos. O gabinete do governador dar-nos-á uma lista de hotéis para reservas para aqueles que estão autorizados a viajar para o Utah e também é possível dormir numa autocaravana ou num AirBnB. Outro aspeto importante é que teremos de chegar ao recinto dois dias antes da primeira corrida para termos tempo de testar toda a gente”.

Neste regresso à competição não será permitida a presença de público, o que atrapalha, em grande medida, o bem-estar financeiro do AMA Supercross.

“Nós vamos fazer estas corridas sem espetadores. Não o fazemos por nossa vontade, até porque é a nossa principal fonte de rendimento. Sabemos que é importante voltar à competição o mais rapidamente possível para o bem-estar financeiro da indústria transnacional em geral e é certo que muitas pessoas vão perder os seus empregos se as coisas se mantiverem como estão. Durante o último mês e meio, temos vindo a realizar reuniões “Zoom” duas vezes por semana com os fabricantes e as equipas. Também temos estado em comunicação com outros desportos, como o futebol, o basquetebol e o basebol. Temos partilhado muita informação uns com os outros e temos aprendido muito com isso. Infelizmente tivemos de reduzir os prémios em 22,5% para a classe 450 e em 17,5% para a classe 250. Não o queríamos fazer, mas tínhamos de poupar dinheiro. Sem os espetadores, tínhamos de o fazer”, avançou Dave Prater.

O Diretor da Feld Entertainment foi bastante claro quanto ao seu descontentamento relativamente a algumas das medidas. No entanto, não se esquece de sublinhar a importância de manter todos em segurança e, acima de tudo, bem de saúde.

“O nosso principal objetivo é garantir a segurança de todos. Não haverá pódio com pessoas a abraçar e a bater palmas. Dito isto, estou ansioso por ver os pilotos de volta à pista. Vai ser interessante ver como eles recuperam desta situação que nunca ninguém tinha vivido antes. Se um dos funcionários da Feld der positivo, será substituído por outro. Não é um teste positivo que nos vai impedir. Estamos a tentar fazer planos para tudo, de forma a que as coisas corram bem. Neste momento, estamos a concentrar-nos no que está à nossa frente, mas isso não nos impede de começar a pensar em 2021. Não sabemos o que vai acontecer em Anaheim, Califórnia, no próximo mês de Janeiro. Já é um desafio que teremos de enfrentar”, disse Dave Prater.

_

Foto: AMA Supercross

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!