Dakar 2020, etapa 1: Vitória de Price no arranque da prova

By on 5 Janeiro, 2020

Arrancou hoje o Rally Dakar 2020 sem grandes surpresas em relação aos pilotos favoritos ao título. O australiano, Toby Price conquistou esta primeira etapa deixando assim um aviso aos seus adversários logo no início da prova.

O relógio marcava as 08h01 locais quando todos os pilotos favoritos à vitória deste ano já se encontravam a caminho de Al Wajh. Porém, nesta prova implacável existem sempre alguns imprevistos. Foi precisamente o que acabou por acontecer com Joan Barreda, Andrew Short e Adrien Van Beveren que perderam entre 8 e 10 minutos para o líder.

Já Ricky Brabec foi o primeiro dos favoritos a colocar-se na frente da corrida, aos 47 km da especial, conseguindo, na altura, colocar algum tempo entre si, Benavides, Barreda e Quintanilla. No entanto, não tardou até que as KTM entrassem na luta. Price, Walkner e Sunderland rapidamente se puseram em perseguição de Brabec que levava 1m30 de vantagem.

Depois de muito esforço, Toby Price conseguiu colocar-se à frente de Ricky Brabec, sensivelmente, a meio da prova. Neste momento, Sunderland ainda tinha possibilidade de atacar, mas acabou por terminar a etapa na quarta posição. Brabec e Walkner também estiveram sempre na luta pela etapa e fecharam o dia em segundo e terceiro lugar, respetivamente.

Muito bem estiveram também os portugueses em prova com Paulo Gonçalves a terminar esta primeira etapa ainda dentro do top 15, na 14ª posição. Seguiu-se António Maio em 22º, Sebastian Bühler em 36º e Mário Patrão que fechou em 40º. Um pouco mais para trás ficou Fausto Mota, na 58ª posição, à frente de Joaquim Rodrigues que, ao que tudo indica, terá tido algum problema na moto por volta do quilómetro 86 desta especial.

Dito isto, os pilotos enfrentaram um primeiro dia complicado que esteve muito longe de ser apenas um aquecimento para a prova. No entanto, o vencedor do ano passado não se deixou intimidar e marcou o ritmo no arranque da competição. “Foi um dia difícil, mas correu bem. Fiquei sem o meu roadbook depois de apenas 15 quilómetros, por isso foi estranho. De certa forma, tive muita sorte porque consegui seguir um pouco de poeira e acompanhar os outros pilotos. Uma vez que o livro de estradas se foi, estive praticamente a conduzir às cegas. Não é o melhor começo, mas ainda há um longo caminho pela frente. Estou em boa forma, sinto-me bem na moto e estou feliz por isso”.

Relembramos que Price foi o vencedor da prova do ano passado e já mostrou que veio com tudo para reconquistar a prova mais dura do ano, desta vez, na Arábia Saudita.

Os 10 primeiros classificados da primeira etapa do Rally Dakar

Foto: Dakar Rally

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!