Dakar 2020, etapa 11: Brabec perdeu metade da sua vantagem, mas era mesmo necessário?

By on 16 Janeiro, 2020

Ricky Brabec partiu para a penúltima etapa do Dakar 2020 com 25 minutos de vantagem sobre Pablo Quintanilla. Foi o 2º piloto a arrancar para a pista, tendo na sua frente apenas os rodados do seu colega Joan Barreda, que rapidamente alcançou e ficaram os dois abrindo a pista sem ninguém na frente, perdendo tempo precioso para Quintanilla que partira de 9º, 21min depois.

Porque é que Brabec forçou tanto o andamento na etapa de ontem por pouco não vencendo? Não teria feito mais sentido adoptar uma toada mais calma e perder talvez mais 2 ou 3 min, classificando-se mais atrás?

Foi uma péssima operação essa de ter forçado tanto o andamento na etapa 10, sendo no entanto verdade que Brabec conseguiu esta liderança sólida, precisamente por ter conseguido não perder muito tempo nas etapas em que saiu da frente. Foi esse o seu trunfo neste rali, foi nisso que ele foi bem melhor que os seus concorrentes, mas nesta fase da corrida penso que não foi inteligente. Esta foi uma etapa de navegação difícil, tanto que os primeiros cinco na pista, acabaram por se juntar e rodar em conjunto. Chegaram todos juntos aos últimos waypoints, nunca ninguém conseguindo isolar-se no comando. Esta era portanto uma daquelas etapas em que seria fundamental partir de trás.

Dito isto, Ricky Brabec ainda tem uma vantagem de 13m56s, o que será mais do que suficiente, caso não apareçam problemas, daqueles muito comuns no Dakar.

Em principio a partida para a última etapa será dada pela ordem normal, e não em linha (10 pilotos lado a lado), como aconteceu noutras edições anteriores. Não estando ainda confirmado, mas tudo indica que Brabec partirá da 10ª posição o que lhe permitirá encontrar uma pista bem marcada. Quintanilla lá na frente, terá que abrir a pista e correr atrás do prejuízo…

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!