Diogo Ventura, Enduro: “Fiquei contente com o meu ritmo”

By on 27 Janeiro, 2020

Diogo Ventura começou a defesa do título de campeão nacional de Enduro Absoluto com um 2.º posto em Vila Nova de Santo André. O piloto da Beta falou connosco sobre esta prova que, segundo o próprio, tem características muito especiais.

Estiveste sempre na luta pela vitória Absoluta ao longo de toda a prova. Triunfaste na classe Elite 1 na tua estreia com a Beta. Conta-nos como te correu esta abertura do campeonato…

“Sim, mesmo sem ter conseguido a vitória geral foi um dia bastante bom. Sinto-me cada vez mais à vontade com a moto e consegui fazer um dia forte e sem erros. É tudo muito fácil com esta Beta 250. Sinto que tive alguma desvantagem em abrir estas especiais na areia, e em algumas delas falhei um pouco mas fiquei contente com o ritmo no geral”.

O que achas que te faltou para levar de vencida esta prova em termos Absolutos?

“Antes de mais como já disse, abrir sempre as especiais não me favoreceu, mas sem desculpas. Faltou sem dúvida um pouco mais de agressividade e de arriscar mais um pouco, mas sabia de antemão que nesta prova ia ter a tarefa bem mais complicada. Afinal de contas, competi contra os dois maiores especialistas em areia que temos no nosso país. Mas foi uma luta bastante animada e consegui manter-me algum tempo na frente, o que deixa uma boa ideia de como vou estar nas próximas provas”.

Por aquilo que viste em Santo André, quem pensas que serão os teus principais adversários na revalidação do título Absoluto?

“Não tenho dúvida que o Basa e o Rui vão ser excelentes adversários durante todo o campeonato e que são muito rápidos em qualquer terreno. No entanto, a prova de Santo André não serve de exemplo para o resto do campeonato, pois é uma prova bastante diferente de todas as outras, com 95% das especiais em areia.
Estou certo que nas próximas provas outros pilotos Elite poderão vir a fazer boas corridas com outros tipos de piso. Ainda assim, é ótimo termos uma corrida ou mais com estas características durante a época. Posso dizer que me diverti bastante durante todo o dia!”

(Foto: João da Franca)

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!