Pedro Mariano: “Para mim, o Enduro é a melhor maneira de andar de moto”

By on 3 Dezembro, 2019

Recentemente, a Federação Internacional de Motociclismo consagrou um artigo no seu site dedicado às pessoas que fazem acontecer as rondas do EnduroGP, campeonato mundial da especialidade. Entre eles está Pedro Mariano.

O português é o Diretor de Corrida de todas as provas de EnduroGP e do ISDE e explicou que há sempre muita gente envolvida neste tipo de eventos. “Há sempre um inspetor do percurso – que é responsável pelo mesmo e, portanto, trabalha muito antes da competição – e uma pessoa que supervisiona o impacto ambiental do evento. O diretor da Comissão de Enduro da FIM, John Collins, também está sempre presente, assim como os técnicos que verificam a conformidade das motos.”

Uma das tarefas mais importantes da organização é, sem dúvida, a interação com as equipas e os respetivos pilotos. “A relação entre a Federação e os pilotos começa connosco. Como Direcção de Prova, somos a ponte entre pilotos, equipas e a Comissão”, explica Mariano.

A prioridade dos organizadores é permitir que, tanto os participantes como os espetadores ao longo do percurso, possam desfrutar dos eventos com toda a segurança. Dito isto, há sempre muita coisa a tratar num evento de Enduro. Quem faz este trabalho, maioritariamente, permanece nos bastidores, mas todos eles são igualmente importantes para garantir que tudo corre como planeado.

Pedro Mariano acrescenta: “Trabalho no Enduro há vinte anos e, antes disso, fui piloto durante onze anos. Adoro o Enduro porque é uma disciplina completa. Alguns aspetos têm tudo a ver com velocidade, outros com o Trial e outros ainda são semelhantes ao Motocross. É uma competição contínua entre os pilotos, as motos e a floresta. É também a disciplina mais antiga de todo o motociclismo. Para mim, o Enduro é a melhor maneira de andar de moto.”

(Foto: Rebecca Bowring)

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!