Vídeo Motocross: O que tem Rui Gonçalves em comum com Everts, Tortelli ou Webb?

By on 2 Abril, 2020

Em 2011, Rui Gonçalves juntou-se a um restrito grupo de grandes nomes internacionais, ao vencer uma prova do campeonato japonês de Motocross no circuito de Sugo.

A história é a seguinte: desde 1998, as marcas japonesas faziam os seus pilotos de fábrica (que habitualmente competiam no Mundial de MX ou no AMA Motocross) participar na ronda de encerramento do campeonato nipónico.

A ocasião era aproveitada para os pilotos estrearem algumas inovações nas suas motos para a temporada seguinte, ou mesmo, estrearem novos modelos.

Por exemplo, em 2000 a prova foi o palco da estreia absoluta do protótipo do que viria a ser mais tarde a Honda CRF 450 pelas mãos de Sebastien Tortelli. Nesse mesmo dia, Ernesto Fonseca venceu na estreia da Yamaha YZ 250F.

Chegados a 2011, Rui Gonçalves tinha feito a sua primeira temporada como piloto oficial da Honda no Mundial de MX1. O português e o seu colega de equipa Evgeny Bobryshev competiram em Sugo e a vitória sorriu ao transmontano depois de um 3.º lugar na primeira manga e do triunfo na segunda.

A lista abaixo indicada tem nomes que dispensam qualquer apresentação e o nome de Rui Gonçalves está lá… mais um motivo de orgulho na carreira que o piloto de Vidago teve ao longo de 16 anos ao mais alto nível!

Pilotos de fábrica que venceram provas do campeonato japonês ao longo dos anos:

1998 – Stefan Everts
1999 – Frederic Bolley
2000 – Sebastien Tortelli (estreia da CRF450)
2000 – Ernesto Fonseca (estreia da YZ250F)
2002 – Yves DeMaria
2004 – Stefan Everts
2006 – Christophe Pourcel
2007 – Andrew Short
2008 – Andrew Short
2011 – Rui Gonçalves
2013 – Max Nagl
2014 – Cooper Webb
2015 – Trey Canard

(Foto: Facebook Rui Gonçalves)

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!