Dakar 2020, Etapa 6: As declarações dos pilotos depois da etapa

By on 10 Janeiro, 2020

A sexta etapa da prova que hoje se disputou levou os pilotos até Riad, onde terão a oportunidade de descansar no dia de amanhã e afinar a estratégia para a segunda metade do Rally Dakar 2020.

Os pilotos tiveram de enfrentar 478km cronometrados e foi, mais uma vez, Ricky Brabec a vencer a etapa. O americano alargou assim a liderança da geral para 20m56 sobre Pablo Quintanilla. Já Toby Price acabou por ficar para traz, depois de um contratempo, e segue agora na 3ª posição a 25m39 de Brabec.

Vamos então às declarações dos pilotos no final desta sexta etapa:

Ricky Brabec, 1º na etapa, 1º na geral: “O dia foi bom. Eu, de facto, não tinha uma estratégia. Queria apanhar o Andrew Short que começou à minha frente e consegui fazê-lo e andei com ele o dia todo. Foi muito lamentável aquilo que aconteceu ao Toby porque ele teve um percalço na moto. Continuei assim até ao final e agora temos um dia de descanso e eu tenho uma vantagem de 20 minutos na general e isso é realmente incrível. Custa-me acreditar. Agora vamos descansar, recuperar, refrescar e prepararmo-nos para os próximos seis dias na Arábia Saudita”.

Pablo Quintanilla, 4º na etapa, 2º na geral: “Estou muito feliz com o meu desempenho no dia de hoje e com a minha posição na classificação antes do dia de descanso. A etapa foi muito dura para os pilotos da frente mas conseguimos estabelecer um ritmo sólido e não perdi muito tempo. A etapa era muito rápida e nos últimos 50 quilómetros o meu corpo começou a sentir-se realmente cansado. Estou ansioso pelo dia de descanso e espero poder ter uma boa segunda parte do rally”.

Andrew Short, 24º na geral, 12º na geral: “Hoje foi certamente um dia muito diferente para mim. Fui muito rápido no início da etapa. Comecei em terceiro e consegui andar logo rápido. As coisas estavam a ir muito bem mas, a cerca de 50 quilómetros do final, parei para ajudar o Toby. Em situações como a de hoje é preciso pensar rápido. Achei que, como já estava com uma hora a mais na geral, devia ajudar o meu amigo. No geral, estou feliz porque hoje andei muito bem e consegui misturar-me com os melhores. Algum descanso amanhã também vai ser bom”.

Matthias Walkner, 3º na etapa, 6º na geral: “Foi uma etapa muito intensa hoje, muito longa e talvez 80% feita a uma grande velocidade. Foi difícil tanto física como mentalmente e estou contente pelo dia de descanso de amanhã. O meu ritmo foi bom hoje, senti-me confortável e não cometi nenhum erro. Com a primeira metade do rally feita, acho que estamos em boa forma. Estão todos muito rápidos este ano, por isso vai ser à justa. O objetivo, como sempre, é chegar em segurança até o final, portanto espero ter uma boa segunda semana no rally”.

Luciano Benavides, 5º na etapa 7º na geral: A primeira parte da etapa de hoje foi muito boa, gostei muito. O meu irmão apanhou-me e andámos juntos durante algum tempo. Foi uma etapa difícil, como todas as etapas até agora. É muito bom terminar em quinto, o que me prepara bem para a próxima metade do rally. Estou contente com a minha condução e a moto está óptima. Encontrei mesmo um bom ritmo este ano”.


Toby Price, 11º na etapa, 3º na geral: “Foi uma longa etapa hoje com ligações também muito longas, definitivamente uma das mais duras até agora. As coisas estavam a correr bem, estava a navegar bem, o meu ritmo era bom, mas depois, ao quilómetro 390, tive um problema e não tive outra escolha senão parar. Felizmente, outro piloto foi capaz de me ajudar e eu voltei à prova. Perdi algum tempo, o que é frustrante, mas agora já estamos a meio e ainda há um longo caminho para percorrer”.

Joan Barreda, 2º na etapa, 5º na geral: “Hoje estou muito feliz depois dos problemas que tenho tido. Tenho tentado salvar sempre alguma coisa das etapas e tenho tentado recuperar as boas sensações. A verdade é que me senti muito melhor hoje e mantive um bom ritmo, mas também tentei concentrar-me em não cometer nenhum erro de navegação. Tentei regular o ritmo, pois foi muito rápido durante todo o dia. Prefiro as dunas, que é o que estou mais habituado a fazer. Não me lembro de uma corrida com tantos dias a correr sobre terrenos rochosos. Mas bem, estamos a fazer progressos que é o mais importante”.

José Ignacio Cornejo, 6º na etapa, 4º na geral: “Hoje foi uma etapa muito boa mas também muito rápida. Tinha na ideia recuperar os minutos que perdi ontem mas não sabíamos muito bem como seria a etapa até terem entregado os roadbooks esta manhã. Estou contente por chegar ao dia de descanso inteiro e numa boa posição na classificação geral, muito melhor do que tínhamos pensado inicialmente. Agora quero aproveitar o dia de descanso para poder enfrentar a segunda semana da corrida”.

Foto: Rally Dakar, Rally Zone, Rockstar Energy Husqvarna, Monster Energy Honda, KTM

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!